sexta-feira, 23 de novembro de 2012

A parte divertida da coisa... ou uma das!

Sabe uma das coisas mais legais da maternidade? É que a gente tem desculpa pra fazer certas coisa... tipo brincar de massinha, pintar com tinta guache, desenhar de giz de cera, e outras coisitchas mais... rssss...

Antes de contar o que andamos inventando com Joaquim, deixa eu fazer um parênteses que considero  bem importante. (Quando ainda estávamos na França, eu reparei numa coisa interessante. Em casa Joaquim tinha uma caixinha de giz de cera que ganhou de brinde no Pizza Hut, daqueles bem mequetrefe, que tem que apertar muito sobre o papel pra ver um pouco da cor. E um dia eu comprei massinha de modelar numa lojinha 1,99 versão francesa, paguei baratim, mas em compensação a massinha durou algumas apalpadelas e já começou a secar e ficar quebradiça. Ao mesmo tempo, começamos a frequentar os Aire de Famille, sobre os quais falei um pouco neste post do Oui Paris. Lá eu percebi como faz diferença quando a qualidade do material que a criança manuseia é boa! Vi Joaquim se empolgando com as cores no papel quando pegou um lápis de cor super macio e com a ponta grossa, perfeito para os pequenos, ele soltou a mão e eu me emocionei. Em outro momento ele foi brincar de massinha. Enquanto em casa ele brincava uns 5 minutos e enjoava, quando experimentou uma massinha mais macia, que solta mais fácil, com cores mais vivas e, o segredo que até então eu desconhecia, com acessórios divertidos tipo forminhas, rolinho de amassar, etc, a brincadeira rendeu muito mais! Com isso eu não estou dizendo que só as coisas caras é que são boas, longe de mim!! Nem 8, nem 80, só estou dizendo que faz diferença usar o giz de cera de brinde do Pizza Hut ou aquele que você compra na papelaria, sem ser o mais caro, mas que também não seja o mais barato. Aliás eu notei que existe uma diferença gigantesca de preço (e nem tanto de qualidade) entre marcas quando fui comprar o material para a escolinha do Quim. Enquanto uma caixinha de tinta para pintura a dedo da Acrilex custava X, a da Faber Castell custava 3 vezes X! Bom, depois que percebemos que Joaquim curtia essa coisa de riscar papel, pintar, amassar massinha, inventar formas... achamos que valia a pena investir numas coisinhas um pouco melhores, então que um dia Ismael trouxe uma caixa de giz de cera com bastões mais grossos e macios, outro dia achamos o mesmo lápis de cor que tinha no Aire de Famille; e em outro momento ainda, vimos uma promoção imperdível de 12 potes de massinha Play-Doh (eu sei que é propaganda gratuita, mas é muito boa!!!) por 6 euros. Já aqui no Brasil, cometi uma extravagância que até então eu estava evitando: comprei tinta guache!!! A extravagância não é por conta do preço (R$ 2,99 a caixinha com 6 cores da Acrilex, que super aprovei! #propagandagratuitaeusei#) mas porque quando é que cargas d'água o Joaquim iria pintar com tinta guache dentro de um apartamento onde o espaço de brincar se resume à sala?!?!?! Resposta: todo dia desde que experimentou!!! E daí que faz sujeira? Tinta guache sai com água!!! E tenho que dizer, meu filho é um lorde no quesito lambança, ele não gosta de meleca!!! ha ha ha...)

Fechei parênteses e agora vou contar das nossas diversões nos últimos dias. Joaquim ganhou de presente de aniversário uma tal de Fábrica Feliz que faz "tripas" de massinha em forma de estrela, flor, churros, espaguete, cabelo fino e cabelo grosso, como ele mesmo diz. Bom, antes disso, nós já havíamos descoberto o poder dos brinquedos de encaixar, brinquedos de areia, etc. que viram forminhas e ferramentas super legais para brincar com massinha (viu? dá pra improvisar!) Mas fato é que a tal Fábrica Feliz fez sucesso. No dia em que eu abri o presente com Joaquim não queria mais largar, era um tal de "mamãe, agora eu!!!" e eu dizia "peraí filho, olha que legal essa estrelinha!!!", e quando Ismael foi experimentar foi a mesma coisa, papai super empolgado e filhinho esperando a vez... ha ha ha...

Outro dia Joaquim e Ismael brincando de massinha e Quim pedia para o papai fazer bichos. Ismael exerceu todo o seu lado artista-escultor e fez minhoca, baleia e dinossauro. Dia seguinte foi a vez da mamãe, fiz minhoca, fiz baleia malemal, mas o dinossauro não rolou... mais tarde Quim contou para o papai que a mamãe não sabia fazer dinossauros... essa mamãe!!!



Já com a tinta guache tem rolado uns divertimentos por aqui! Primeiro foi o passarinho descobrindo e entendendo como funciona essa coisa de cores: amarelo é amarelo, azul é azul, mas quando junta um com outro fica tudo verde!!! E quando descobriu que dá pra misturar a tinta no papel, virou festa!!!

Desde que teve o 'Dia do Artista' na Escolinha, ele considera fundamental usar o avental (agradeço) e o chapéu toda vez que vai fazer "pitula".



Eu sei que é coisa de mãe, mas eu achei o máximo como ele foi explorando cada vez mais o espaço do papel e o encontro das cores... eles fez essas quatro pinturas seguidinhas.

Depois a mamãe aqui resolveu inventar moda. Eu já estava com a mão na massa porque resolvi fazer  eu mesma as lembrancinhas de aniversário do pequerrucho (ficou lindinho e falo mais sobre o processo lá no post do Arte Final).

A idéia não é original, vi na internet, mas me achei o máximo quando vi o resultado!!! he he he...
E pra inspirar ainda mais, vi essa idéia de brinquedo "faça-você-mesmo" no Blog da Estéfi e resolvi fazer junto com o passarinho. Como diria Joaquim: "foi muito legal!":


Eu estava super empolgada com a brincadeira, mas primeiro perguntei ao passarinho se ele estava a fim de fazer uns bichos de papel junto com a mamãe (torcendo pro guri achar a idéia genial... achou... ufa!); depois eu desenhei uns bichos no papel (o jacaré foi num papel mais grossinho, tipo cartolina, os outros em papal sulfite mesmo, e deu certo também) e ele foi o colorista oficial, a parte mais divertida! E passarinho se empolgou com as cores - 'o zacalé é vede mamãe!' - e mandou ver no pincel. Depois que ele pintou os bichos, veio a parte que acho que não foi tão divertida... pra ele! he he he... porque eu  amei fazer o traço final em preto (gentem, caneta de marcar CD é tudo na vida de uma mãe!!! Eu uso pra escrever o nome dele em tudo o que vai para a escolinha, pra fazer o acabamento das lembrancinhas de aniversário e pra desenhar os bichos no papel!! =) e depois recortar as figuras.

Quim pintando os bichos
desenhei fraquinho com lápis para depois reforçar com a caneta de marcar CD
traço reforçado em preto

figuras recortadas

Desenhei e recortei a parte de baixo das bocas separado. Depois passei uma cola branca no grampo de roupa.

Joaquim me ajudou a passar a cola no grampo, inclusive me explicou como é que a tia Marli usa a cola na escolinha... achei um lindo!

colamos a boca na parte de baixo, o resto do bicho na parte de cima

E, finalmente, colei as partes dos bichos em seus devidos lugares. Resultado, bichos que abrem e fecham as bocarras, comem dedinhos e provocam muitas risadas!

o tubarão...

o peixinho...

2 comentários:

  1. Que idéia mais legal essa do prendedor de roupa! Muito fofa!
    Tb concordo com vc sobre a qualidade do material, certas coisas a gente tem que ir testando mesmo e conhecer outras marcas!

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Adorei os bichinhos nos prendedores de roupa e a borboleta de lembrancinha!Parabéns Aline!

    ResponderExcluir